A Escritora

O nome não é tão importante. O importante é quem é aquela menina de cabelos negros. Talvez não seja tão importante saber quem ela é por fora, mas sim quem ela é por dentro. Por fora ela é grandiosa, firme, forte, uma mulher, uma leoa. Por dentro, essa leoa fica acuada, não passa de uma menina reprimida por seus medos infantis. Medo de escuro. Medo da noite. Medo de aranhas. Medo de morcegos. Mas o pior de todos os seus medos, é o medo de perder-se total e completamente dentro de si mesma, esquecendo de tudo o que é e o que já foi. E o seu maior medo, esse mesmo, o de se perder em si mesma, é seu maior trunfo. Se não fosse esse medo, esse desafio de mergulhar em sua própria alma sombria, não seria quem é hoje.
Sejam bem-vindos à minha mente; e mais ainda, à minha alma.

“É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.”
(Clarice Lispector)

Anúncios

5 thoughts on “A Escritora

  1. Também adorooo! Minha “professora” – (deve ter achado um diploma na esquina) d primeiro semestre do ano passado, odiava a Clarisse (e também o Michael ¬¬) Mas eu adoro muito. Ela escreve sobre o dia a dia. Coisas simples da vida são importantes se visto do ângulo da escrita dela. Eu amo o conto “Feliz Aniverário” você fica com pena e raiva da velhinha ao mesmo tempo. Muito bom… Um diria seremos, mana. É só ter força e acreditar. Beijão. Love you!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s